Fórum unbreakable
Olá visitante!!!

Para ter acesso a tradução do Livro Conspiração Michael Jackson da Afrodite Jones, você precisa ser cadastrado no site. Desculpe-nos o inconveniente. Não esqueça de comentar agradecendo a gentileza do administrador.

Não esquecer de ativar a conta no seu E-mail.

Agradecemos o seu interesse e seja bem vindo(a) ao Unbreakable.

Atenciosamente a Administração.

DANGEROUS WORLD TOUR´92 - O COMEÇO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

DANGEROUS WORLD TOUR´92 - O COMEÇO

Mensagem por Kate em Sab Set 27, 2008 4:16 pm

Dangerous World Tour – O Começo

Dangerous World Tour, deu seu ponta pé inicial em Munique, Alemanha com um show memorável aos fãs de Michael Jackson, e como todos nós abemos a maior intenção com esse belíssimo espetáculo é o de proporcionar momentos felizes e que ficaram na memória de todos que estiveram lá presentes.

Todos sabiam que quando ele aparecesse no centro do palco algo extraordinário iria acontecer, e ele receberia algo muito especial do público, a tensão se tornaria um sentimento de adoração entre os fãs e Michael, que é o artista mais famoso do mundo. Todo ator sabe o valor de seu projeto, e, Michael não é diferente.

Expectativa entre os fãs e de repente as caixas de som começam a tocar um trecho de Carmina Burana, como vemos nos DVDs que foram lançados, e então é exibido cenas de Michael chegando em vários países cercado por centenas de fãs histéricos, com dois aviões jumbos voando de um lado para o outro.

Como a música começa a ficar cada vez mais alta, a excitação da multidão aumenta alcançando um cume frenético quando surgem as palavras “Brace yorself” nos telões de cristal líquido.

Finalmente, Michael surge no centro do palco e dá um salto de quase dois metros até cair ao chão, e ao pisar uma chuva de fogos de artifício cai sobre ele, enquanto Michael fica parado completamente estático por aproximadamente três minutos, como se estivesse se energizando com a energia da multidão de fãs à sua frente. Trovões iluminam o palco e todos se apressam para se posicionar num ponto fixo, para que não percam nenhum segundo do espetáculo.

Quando se iniciam os primeiros acordes da canção “Jam”, Michael vira seu rosto e, em seguida tira seus óculos jogando-o longe.

Seu vocal é completado por sintetizadores como na faixa gravada para o álbum Dangerous, a banda e o diretor musical Gregg Phillinganes cautelosamente aumentam a versão gravada por Michael, na metade da canção Michael dá uma pausa, e a multidão começa a aplaudir pensando que “Jam” tivesse terminado, mas há muito, muito mais. Quatro dançarinos vestidos de preto sobem ao palco e ficam ao redor de Michael, dois de cada lado, e começam a dançar num sincronismo impecável ao lado de Michael, e um rapper sobe ao palco e traz a sua mensagem.

Finalmente a canção termina e Michael ao lado de seus dançarinos ficam por mais alguns instantes parados, e começam os aplausos de fãs extasiados com a belíssima performance.

Próxima faixa “Wanna Be Startin´ Somethin´”, com seu estilo militar, Michael usa uma jaqueta brilhante que se assemelha com uma roupa do figurino utilizado na trilogia Guerra nas Estrelas de George Lucas. Para esta turnê todo o figurino de Michael foi assinado por Dennis Tompkins e Michael Bush.

No final da apresentação o palco fica novamente escuro, Michael brinca com o público, e os fãs seguem seu comando.

O público segue Michael durante a belíssima balada “Human Nature”, a qual Michael faz gestos e mímicas no palco, e sua voz é definitivamente cristalina, expressiva e explosiva, quando a terceira canção termina há uma pausa para que todos possam respirar, e nos telões aparece um palco com telhados e uma narração é feita antes de Michael aparecer no centro dos telões dançando.

Com o início das batidas da canção a multidão enlouquece com a execução da coreografia de guerra entre os dançarinos, a canção é a extraordinária “Smooth Criminal” que faz parte do álbum Bad, Michael esta usando um terno branco e um chapéu, os dançarinos usam um figurino de gangters como vemos no clipe que foi tirado do filme “Moonwalker” que foi dirigido por Collins Chavers (diretor de Super Homem). Mas o momento mais excitante da coreografia é quando Michael e os dançarinos ficam numa posição de 45º graus no lado direito do palco. Ao final da canção Michael atira em seus dançarinos com uma arma de fogo.

Michael volta ao palco ao lado de Siedah Garrett para cantar “I Just Can´t stop Loving You”, na turnê Bad World Tour quem cantou ao lado de Michael foi Sheryl Crow.

Michael declarou que esta canção não foi escrita pensando em alguém em particular, mas ele afirma que deste que começou a cantar essa canção nos palcos, misteriosamente ele começou a pensar numa pessoa. Quem será?? Talvez tenhamos uma pista na próxima canção “She´s Out Of My Life”, a clássica balada de Off The Wall.

Michael fica sozinho, como se tivesse sido abandonado pela pessoa amada, com os gritos de doze anos atrás, Michael nos transmite uma sensação de inocência. Seria difícil acreditar que essa canção o afete da mesma maneira, mas seu desempenho vocal é emocionante.

Na metade do show, Michael apresenta um medley dos The Jackson Five, “I Want You Back”, “The Love You Save” e “I´ll Be There”, quando a terceira canção se inicia nos telões aparecem cenas de Michael pequeno ao lado de seus irmãos viajando para todo lado e imagens de seus pais, e no final ele se despede fazendo uma menção a seus irmãos.

Michael volta ao palco usando a mesma jaqueta vermelha que ele usa no clipe de “Thriller”, mas nela há umas luzes verdes que brilham no escuro, Michael canta ferozmente a história de uma noite de fantasmas e zumbis que nos assombram. O rap de Vicent Price é tocado enquanto sete esqueletos aparecem se movimentando pelo palco como se tivessem vida própria, a multidão entra em delírio quando Michael entra num caixão que é coberto por um pano azul, e que depois num piscar de olhos, ele desaparece do caixão! Onde está Michael??

Surpresa!! Olhe para cima, ele está no piso superior do palco, vestido de preto e usando um chapéu, enquanto que ao seu redor iniciam-se as batidas da clássica, “Billie Jean” do álbum Thriller.

Esta é uma canção que certamente não deve nunca faltar no repertório dele, afinal se tornou uma canção memorável após ele ter se apresentado no Motown: 25 anos, e ele se entrega de corpo e alma. A parte final da coreografia é feita de complexos movimentos, incluindo o passo moonwalk, o passo que todo fã adora fazer.

Depois de mais mágicas e ilusões durante a coreografia de “Working Day And Night” mas uma faixa do álbum Off The Wall, em que Michael senta numa cadeira e é novamente coberto por um pano, ele aparece num guindaste gritando “hoo hoo”, e os fãs ficam alucinados e inicia-se os acordes de “Beat It”, essas mágicas Michael aprendeu com David Copperfield.- o maior mágico do mundo!

Próximo número, “Will You Be There” faixa do álbum Dangerous, certamente a favorita entre os fãs do álbum Dangerous.


Continua........................
avatar
Kate
ABC
ABC

Feminino Número de Mensagens : 48
Data de inscrição : 01/07/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Continuação

Mensagem por Kate em Sab Set 27, 2008 4:18 pm

Continuação

Próximo número “Will You Be There”, evidentemente a faixa favorita entre os fãs do álbum Dangerous.

Na canção “Will You Be There” Michael pula graciosamente no palco em direção dos dançarinos que estão numa parte superior para seguir seus movimentos.

“Black Or White” é mais uma das performances eletrizantes no show, Michael aparece no palco após os telões exibirem as cenas iniciais do clipe, onde aparece Macauly Culkin ouvindo um som alto que incomoda sue pai que está na sala assistindo TV e, quando ele sobe e bate na porta exigindo que seu filho desligue o som, pois esta muito alto, ele desliga mas, pega sua guitarra e liga no volume mais alto, e no palco Michael aparece para mais uma performance eletrizante.

Agora os fãs tem a chance de fazer um coro e cantar “We Are The World”, enquanto Michael esta nos bastidores se arrumando e organizando tudo para o próximo número, “Heal The World”.

Em “Heal The World”, Michael usa uma imagem de um globo terrestre no telão para ilustrar a visão utópica de sua esperança de um mundo melhor.

Antes do início da turnê, Michael expressou a sua preocupação contínua com o bem-estar das crianças ao redor do mundo e seu apoio contínuo com a caridade.

Como a melodia que introduz “Heal The World” no palco aparece uma dançarina segurando uma bola que simboliza o globo terrestre e, levemente ela joga a bola na direção de Michael que surge do lado esquerdo do palco.

A cena é enormemente simbólica, nos levando a conhecer seu enorme coração. E, tem mais, no final aparecem algumas crianças vestidas com roupas típicas de cada país, e se unem a Michael ao redor de um enorme globo terrestre inflável.

O clima para a apresentação de “Man In The Mirror” é especial e vibrante, retratando a sua mensagem de que todos nós devemos respeitar e sermos responsáveis em nossos atos para termos um mundo melhor.

“Se você quer fazer do mundo um lugar melhor. Então olhe para si mesmo e então faça a mudança...”

Mas certamente que o melhor do show ainda estava por vir, Michael canta com muita emoção e poder a canção, dança graciosamente e energeticamente, ele posou, ele pareceu e desapareceu antes que nossos olhos pudessem vê-lo, mas antes de que as luzes se apagassem definitivamente anunciando o fim, Michael canta sua última canção “Man In The Mirror” e no final algo surpreendente acontece.

Várias caixas estão sendo posicionadas no palco, assemelhando-se ao set de filmagens do seriado dos anos 60, Thunderbirds.

A contagem regressiva começa 10, 9, 8, 7,...2, 1 e de fundo a música continua sendo ouvida, quando ouvimos a seguinte narração, “senhoras e senhores, Michael Jackson tem que deixar o estádio, agora”.

Certamente que esse foi o ponto crucial de todo o show, ver Michael sobrevoando a platéia.

Comentário final

Como todos puderam perceber Michael se dedica ao máximo para produzir um espetáculo memorável e que não sairá da memória de seus fãs que estiveram presentes neste dia tão agradável como fora em 27 de junho de 1992 em Munique, Alemanha, uma noite muito límpida e cheia de emoções e tensões a cada performance que Michael fez no palco, mas certamente o ponto crucial foi o final, a última faixa, uma das canções mais lindas que Michael nos apresentou até hoje, sua belíssima voz nos encanta a cada canção que ele nos apresenta, e “Man In The Mirror” não seria diferente, e a mensagem que ele nos dá, de que devemos olhar para o futuro do nosso planeta, e que para isso devemos ser responsáveis e respeitar nossas crianças.

Dangerous World Tour certamente a melhor turnê já produzida por um artista como o Michael Jackson, ninguém conseguirá fazer uma turnê que tenha o mesmo apelo que esta, e ele se dedicou e fez de coração para que nada desse errado e que todos os fãs fossem aos show e ao saírem ficassem com a eterna lembrança de um espetáculo memorável e jamais visto ou feito por outro artista.
avatar
Kate
ABC
ABC

Feminino Número de Mensagens : 48
Data de inscrição : 01/07/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum